Seja bem-vindo

Este é um blog que visa o fortalecimento da sua fé!!!

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Pergunta do internauta: Por que a bíblia diz que Israel era um povo santo se ele também foi formado por outros povos?

O Antigo Testamento tem o objetivo de mostrar a experiência de fé daqueles que encontraram ao Deus único e verdadeiro que ama e acolhe a todos que abrirem o seu coração. Jesus nos ensinou que o seu e nosso pai é assim, por tanto, por ser Deus, sempre foi assim, de forma que na antiguidade oriental muitas pessoas acreditaram nele que ouve o grito dos pobres e desamparados independentemente do povo que a pessoa pertença. Seria uma injustiça muito grande pensarmos que ele só queria se manifestar a um grupo seleto de pessoas (grupo mosaico) e que todos os outros estavam certos em acreditar em vários deuses. Essa é a visão que muitas pessoas têm, mas que vai contra o pensamento de Jesus Cristo. Muitas pessoas injustiçadas e simples também encontraram a Deus.

O que fazia as pessoas se sentirem pertencentes ao povo santo de Israel era principalmente a fé no DEUS ÚNICO. Os israelitas não formavam uma etnia privilegiada, pois Deus não privilegia ninguém, mas ama e acolhe a todos como explicamos anteriormente. Sabemos que a bíblia não é um livro de ciência, mas de fé. Vários achados arqueológicos e áreas da ciência, como o próprio conhecimento histórico provam que outros povos também integraram a formação de Israel, além do grupo de mosaico ou grupo de Moisés. O povo bíblia não estava preocupado em provar fatos, não a escreveram pra isso não. A bíblia até aponta alguns elementos históricos, como nome de pessoas, de lugares, algumas histórias, etc., porém o que nos interessa é a experiência do povo com Deus! Para exemplificarmos o que estamos dizendo, vale a pena ressaltar a época em que alguns estudiosos sacerdotes buscaram narrar as origens do povo de Israel: foi no tempo em que já não tinham mais reis, templo e perderam seu território, ou seja no tempo do exílio da babilônia. Há mais de 2.500 anos. Essa preocupação veio muito depois que os fatos aconteceram. Ora, se a história do povo começou a ser desenvolvida com mais intensidade por volta de 1250 anos antes de Cristo e o exílio da babilônia aconteceu no século VI a.C. como depois de tanto tempo eles conseguiriam narrar os fatos tais quais como aconteceram? A ação inspiradora de Deus não exclui totalmente os limites culturais dos autores, significando dizer que vale muito mais a pena colhermos as experiências do povo com Deus do que nos prendermos a detalhes que não são o foco da mensagem de Deus para nós!

Por último, gostaria de destacar que a santidade é um chamado que Deus faz a todos, indistintamente. O fato de Israel ter sido formado por grupos sociais pobres não implica falta de santidade! Jesus deu graças a Deus pelo evangelho revelado aos “pequeninos” e aos simples (Mt 11, 25-27). OS OUTROS POVOS QUE TAMBÉM FORMARAM ISRAEL NÃO ERAM POLITEÍSTAS NEM IDÓLATRAS, MAS GENTE DE FÉ. FÉ NO DEUS ÚNICO E VERDADEIRO!

3 comentários:

Valéria disse...

Ei ficou massa!!!
É isso mesmo!!! Deus é amoroso por demais... Seu amor é infinito! Parabéns...

Deidimar Santos disse...

Sou humano de mais pra compreender esse jeito que Deus tem de olhar sempre com olhar de miserico´rdia para seus filhos, sem importar o pecado, mas sim o pecador, como o nosso Deus é bom! O povo de Israel, como já sabemos era um povo que agradava e que ao mesmo tempo desobedecia a Deus, mas ninguém nunca leu , poruqe nao tem na Biblia dizendo que Deus castigou, ningeum por tal coisa, nunca. Mas tudo o que nos acontece é consequencia da nossa escolha, entre fazer o bem ou o mal!

Ivanilson - Pesqueira/PE disse...

Valeu pelo esclarecimento Jair.
Gostaria de destacar o final do seu esclarecimento sobre o povo de Israel: santidade é um chamado que Deus faz a todos, indistintamente.
Então somos todos chamados a viver essa santidade.